sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

APRENDENDO A APROVEITAR A VIDA


Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios” (Salmo 90:12 – ACRF).

            Introdução
            Moisés, o autor do Salmo 90, escreveu que devemos aprender a contar nossos dias. Será que ele estava falando de um relógio da morte? Não. O que ele queria dizer é que devemos aprender a aproveitar a vida. Como fazê-lo, de que forma? O porquê disso? Qual o propósito, a razão?
            Contar os nossos dias significa perceber o valor supremo de cada nova manhã, de cada momento que passa. Perceber que não sabemos quantas manhãs mais teremos pela frente – na verdade, se teremos mais alguma – e decidir viver a vida em sua plenitude, dedicando tudo o que fizermos para a honra e glória do Criador e valorizando as pessoas,não as coisas, ao nosso redor.
            A vida é preciosa. O tempo é muito precioso. A eternidade revela sua preciosidade. Temos um Céu a conquistar e a destruição (pessoal, coletiva e do meio ambiente) a evitar. A vida está repleta de significado, de propósito. Aqui estão sete sugestões para se aprender a aproveitar a vida:

            1ª - Tenha consciência de que o tempo passa rápido e a vida voa
                    Segundo II Cor. 4:18, a vida na Terra é uma atribuição temporária. Mas o que é atribuição? O dicionário define: o que é imputado, conferido. Ação de imputar a alguém a autoria de alguma coisa; direito; pertinência.
            A Palavra de Deus também está cheia de metáforas que ensinam a respeito da natureza breve e transitória da vida na terra. Ela é descrita como uma neblina (Tiago 4:14); um corredor rápido (Jó 9:25); um sopro (Jó 7:7); erva (I Pedro 1:24); um fio de fumaça (Salmo 102:3).
            Ainda no livro de Jó, 8:9 up encontramos a seguinte citação: “nossos dias sobre a terra são tão transitórios como uma sombra.” NLT – New Living Translation.
           
             Três opções, apenas uma alternativa correta:
              Um dia o sol vai queimar e toda vida na Terra vai desaparecer. Não vejo razão para fazer qualquer coisa se, no fim, tudo vai acabar.” II Pe 3:7,10 e 12.
              “Se nós nunca mais viveremos depois que morrermos, então podemos perfeitamente nos divertir à vontade: vamos comer, e beber, e alegrar-nos. Que diferença faz? Pois amanhã morreremos, e isso acaba tudo!” (I Cor. 15:32 – BV).
              “Portanto, quer comais, quer bebais, ou façais outra cousa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (I Cor. 10:31 -  ARA).
              Se você assinalar a última alternativa como sendo a correta, você não deve esquecer nunca duas verdades: Primeira: Em comparação com a eternidade a vida é extremamente breve; segunda: a Terra é apenas uma residência temporária, você não ficará aqui por muito tempo, então não fique muito apegado.

            2ª - Nunca é tarde para aprender a viver com sabedoria          
                  O contrário também é verdadeiro. O profeta Jeremias que o diga: “Ah, Soberano Senhor! Eu não sei falar, pois ainda sou muito jovem" (Jeremias 1:6 – NVI).  E o que dizer de Moisés: “Ele, porém respondeu: Ah! Senhor Envia aquele que hás de enviar, menos a mim” Êxodo 4:13 – ARA).  “Eu já estou velho demais para aprender”. Quantas vezes você já proferiu ou já ouviu esta evasiva?  Certamente muitas, mas se você pensa assim; permita-me dizer uma coisa: Você é um morto vivo! Você morreu e esqueceu-se de deitar!
            E aí muitos folgados, na tentativa de se eximirem da responsabilidade de aprender  e transferindo-a para pastores e líderes apelam para o mas não “está escrito” que  “o meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote...” (Oséias 4:6 – ARA). Pode ir parando por aí. Há aproximadamente 2800 anos isso era uma realidade, hoje não. A rede mundial de computadores está aí para deitar por terra mais esta desculpa esfarrapada. A própria Palavra de Deus confirma (Romanos 1:20).
            O homem que quer aprender a sabedoria de Deus avalia tudo à luz da eternidade; um dos objetivos das lições de Deus visa alcançar um coração sábio, por isso, Assim diz o Senhor: "Não se glorie o sábio em sua sabedoria nem o forte em sua força nem o rico em sua riqueza, mas quem se gloriar, glorie-se nisto: em compreender-me e conhecer-me, pois eu sou o Senhor, e ajo com lealdade, com justiça e com retidão sobre a terra, pois é dessas coisas que me agrado", declara o Senhor” (Jr 9:23,24 – NVI).
            Deus nos mostra o caminho e motiva-nos a avançarmos rumo ao Céu. Brindou-nos com Sua infalível Palavra para ser luz e lâmpada para os pés dos que andam nos caminhos sinuosos deste mundo escuro.
 
            3ª - Viva um dia de cada vez
            Um dos grandes dilemas da humanidade é que a maioria das pessoas vive presa ao passado (saudosistas) ou então preocupada demais com o futuro (ansiosos) e consequentemente acaba se esquecendo de viver o presente. Esquecem-se de que sem o presente não há futuro. Ficar refém do passado não resolve a questão. Lamentar o que se fez ou se deixou de fazer também não. Não se recupera tempo perdido. Portanto, não sofra por isso. O próprio Deus não leva em consideração os tempos de ignorância (Atos 17:30). Viva um dia de cada vez, semana após semana, mês após mês, ano a ano. Um conselho bíblico mais que apropriado: Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã se preocupará consigo mesmo. Basta a cada dia o seu próprio mal" (Mateus 6:34 – NVI).

            4ª - Aproveite as oportunidades que aparecerem hoje
                  Reza um velho ditado que: “A oportunidade não costuma bater duas vezes na mesma porta”. Também é verdade que quando ela aparece não fica para sempre a disposição do contemplado. Igualmente não tem nada a ver com sorte. Tem a ver com preparo. Já dizia Sêneca, filósofo romano: "Sorte é o que acontece quando a preparação encontra a oportunidade". Aí quando ela surgir é segurá-la firmemente. Não a deixando escapar de jeito nenhum!
            Muitos alegam que não têm muitas oportunidades em suas vidas, mas isto acontece  justamente pelo fato deles não agarrarem as que aparecem. Acontece que grande parte das vezes elas aparecem de forma indireta. Aquele simples convite que você recusou por preguiça de sair de casa, poderia ter resultado na formação de novas amizades e, estas, poderiam resultar no casamento que você sempre sonhou em ter ou em uma ótima oportunidade de fazer bons negócios.
            Sete dicas sobre como melhor aproveitar as oportunidades: Prepare-se, envolva-se, mantenha o foco, tome cuidado com a ansiedade e o medo, permaneça aberto para novas chances, seja otimista e nunca pare de aprender.
            Deus nos dá várias oportunidades para que tenhamos uma vida abundante, mas para isso precisamos aprender estar atento a Ele, ter atitude, e confiar nos seus ensinos (no que Ele diz) e obedecer. Isto é o que encontramos na história relatada em Marcos 10:46-52 acerca do cego Bartimeu.

            5ª - Fique do lado do bem e faça o bem cada dia
                  Nós somos exímios seletistas. Gostamos de selecionar amigos; selecionar quem nós achamos dignos de receberem o evangelho; selecionar quem pode ou deve participar de nossa “panelinha” (nada contra panelinhas) e chegamos ao cúmulo de selecionar quem é digno de receber ou não nossa ajuda. Somos exclusivistas quando deveríamos ser inclusivistas. A graça divina é inclusiva, ou seja, Deus não exclui ninguém, “pois em Deus não há parcialidade” (Romanos 2:11- NVI), então: “Não te furtes a fazer o bem a quem de direito,estando na tua mão o poder de fazê-lo” (PV 3:27 – ARA).

            6ª – Correção de rota
                   Imagine-se viajando no tempo e avançando 50 anos rumo ao futuro; então olhe para trás, visualize sua vida e, se ela não estiver levando você na direção de seus sonhos, trate de corrigir a rota.
                   Isto tem a ver com planejamento, algo que, de fato, poucas pessoas fazem. A maioria, sem se dar conta opta pelo “deixa a vida me levar, vida leva eu”. Cá entre nós, num mundo dominado pelo pecado, isso fatalmente nos levará a um lugar não recomendável; o alerta vem da Palavra de Deus Pv 14:12 e Pv 16:25.
            A celeridade com que o mundo vive hoje é algo grandioso e assustador ao mesmo tempo. Diariamente chegam a nós tantas informações que somos incapazes de assimilá-las e torná-las em conhecimento. Um dos grandes problemas do século XXI é exatamente este: onde armazenar tanta informação?
            Você precisa colocar objetivos, alvos, metas em todas as áreas de sua vida. De curto, médio e longo prazos. Planejar, executar, avaliar, rever conceitos, correção de rota se necessário, aprender, desaprender e reaprender devem fazer parte integrante em todas as fases de nossa vida.
           
            7ª - Você não tem controle sobre o total de seus dias na Terra
            Acredite, tal afirmação está contida na Palavra de Deus em Jó 14:5, por isso 
 “Honre e alegre-se no seu Criador enquanto você ainda é jovem, Antes que os anos mandem a cobrança e o seu vigor se vá; Antes que a visão falhe, e o mundo escureça; Antes que o inverno leve você a procurar a lareira. Na velhice, seu corpo já não ajudará muito. Os músculos afrouxam, os passos vacilam, as juntas endurecem. As sombras da noite se apresentam. Você já não poderá ir para onde quer. Tudo estará devagar, quase parando. O barulho em sua casa desaparecerá, E você acordará com o canto dos pássaros. Passeios nas montanhas serão coisa do passado. Mesmo uma simples caminhada o preocupará. Seu cabelo branco será como flor de macieira, Adornando um corpo frágil como um cristal. Você estará a caminho do descanso eterno, E os seus amigos já começam a chorar. A vida, agradável enquanto durar, logo acabará. A vida frágil como porcelana, preciosa e bela, terminará. Então, o corpo voltará ao pó. O espírito retornará a Deus, que primeiramente o soprou” (Ec 12:1-7 – A Mensagem).

            Conclusão
            A vida é como uma nota de 100 reais (ou, para alguns, de 50). Você pode gastá-la do jeito que quiser. Mas saiba que só pode gastar uma vez. Aprenda a contar bem os seus dias porque você terá que dar conta a Deus de cada um deles.
            Aprenda a perdoar aos outros e a si mesmo. Tenha um coração agradecido, apesar disso não se acomode,
            Viva de tal maneira que sua vida, ao ser resumida em uma nano-história, seja uma celebração, uma epifania, uma inspiração. Viva para não ter do que se envergonhar.
            Viva a cada momento de forma intensa, contudo com responsabilidade.
            É o meu desejo e a minha oração. Amém!!! 




© Nelson Teixeira Santos